Retiros espirituais || Orientações espirituais

Retiros espirituais

No ano de 1978 tomei contato com os Exercícios Espirituais de Santo Inácio de Loyola através de um retiro de oito dias em Itaici, São Paulo. Foi uma experiência que mudou minha vida e decidi que dali em diante aquela seria a minha espiritualidade. Ao mesmo tempo em que optava pela espiritualidade inaciana como estilo de vida, percebia também profundamente a razão pela qual Santo Inácio dá tanto valor aos retiros e o que eles contêm: silêncio, oração, conversa com alguém que nos ajuda a perceber os movimentos do Espírito Santo.

Assim é que, depois do retiro de oito dias em 1978, fiz o retiro na vida diária e o retiro de 30 dias, primeiro em etapas e depois 30 dias corridos. Esse aconteceu em 1995.

Assim como recebi e recebo tanto dos retiros, me propus também a dar retiros. E já dei muitos para todo tipo de pessoas: jovens e adultos, homens e mulheres, leigos, sacerdotes e religiosos. Algumas experiências marcantes foram o retiro que dei para o clero da diocese de Lins (mais de 60 padres) e da diocese de Vitória. Também o retiro que dei para a província jesuíta da Bahia e para a província do Peru (este com jesuítas e leigos participando).

E não posso deixar de mencionar o retiro de trinta dias para leigos em etapas, que criei, junto com um padre jesuíta e que dei e ajudei a dar e a estruturar ao longo de quinze anos.

Em todas essas ocasiões, a grande maravilha é ver como o Espírito de Deus atua nas pessoas, transforma vidas e corações e renova todas as coisas.

Já fiz retiro com muitas pessoas e em muitos lugares, no Brasil e no exterior. Em Roma fiz várias vezes retiros de oito dias dos quais guardo gratas lembranças. E no Brasil, em Itaici, em Belo Horizonte, foram sempre experiências novas e renovadoras, que me ensinaram que o Espírito Santo nunca se repete e é sempre novo e criativo. E, sobretudo, fecundo.

No ano de 2003, na semana anterior à Semana Santa, dei um retiro para a diocese de Dom Franco, em Imperatriz. Será, tenho certeza, uma grata experiência dar retiro para todas aquelas pessoas que estão no meio dos pobres e dos índios. No mês de julho, estarei dando retiro para a província jesuíta do Peru. Além disso, ajudei na formação permanente de orientadores espirituais do Centro Loyola, o Projeto Servir, criado neste ano e que foi uma experiência extremamente bem sucedida.

Em 2004 fiz um retiro em Cuba, que muito me marcou. Isso me fez decidir na minha vida dedicar mais tempo a esta atividade de ajudar os outros a encontrarem a Deus através da metodologia de Santo Inácio de Loyola.

Em julho de 2005 dei um retiro de oito dias para jesuítas e leigos da Republica Dominicana. Foi uma experiência maravilhosa, que me fez acreditar ainda mais na força que tem este instrumental dos Exercícios para formar os leigos.

Creio que em todos estes meus anos de vida, há poucas coisas em que acredite tanto quanto nos Exercícios Espirituais de Santo Inácio de Loyola. Enquanto puder dá-los e recebê-los, será sempre uma graça infinita.

 


Rio de Janeiro - Brasil - agape@puc-rio.br - 2013